A+ A-
logo crad

Notice: Undefined offset: 15 in /var/www/html/crad.univasf.edu.br/public_html/php/random.php on line 54

Notice: Undefined offset: 5 in /var/www/html/crad.univasf.edu.br/public_html/php/random.php on line 54

CRAD promove palestra com Jan Mertens e Jörn Gemer da Universidade Hohenheim (Alemanha)




Escrito por: Dayane Fernandes & José Alves de Siqueira

Publicado em: 04/04/2017



No dia 31 de março de 2017, o Centro de Referência para Recuperação de Áreas Degradadas da Caatinga (CRAD/UNIVASF), promoveu uma palestra no Campus Centro da UNIVASF, com os Alemães Jörn Germer e Jan Mertens da University of Hohenheim, Inst. of Plant Production and Agroecology in the Tropics and Subtropics, Germany, onde foram apresentadas as palestras “Agroecologia e a importância da Colaboração Internacional” por Jorn Germer e “ Endemic trees planted in modified planting holes-na alternative land-use strategy for the semiarid Brasil?” por Jan Mertens.

Ambas as apresentações abordaram a importância e alternativas para conservação do Umbuzeiro (Spondias tuberosa Arruda) espécie nativa das Caatingas de importância ecológica, cultural, medicinal e de produção. O desmatamento, para plantio de roças, e o pastejo dos animais como o bode vem causando a diminuição drástica da vegetação nativa das Caatingas. É preciso, portanto adotar políticas públicas emergências para a conservação das Caatingas.

Para superar a possibilidade de extinção do umbu, Jorn Germer e Jan Mertens sugerem alternativas do plantio do umbu para produção, fazendo com que o produtor recupere a Caatinga podendo ganhar dinheiro, gerando assim, a cultura do umbu, Jorn destaca que “é preciso ter demanda da sociedade, as pessoas precisam conhecer o umbu e começar a pedir, assim a produção será necessária e teremos um dia roças de plantação de umbu”. Seus estudos estão voltados para o reconhecimento das populações encontradas no semiárido a partir do georreferenciamento das árvores matrizes; Jan, por sua vez, afirma que nos últimos três anos de busca por árvores de umbu, em 160 indivíduos apenas três eram com idade abaixo de 10 anos, “isso é um problema grave, a árvore está desaparecendo” afirma Jorn.

O prof. José Alves reforça a ideia do desaparecimento da árvore sagrada do sertão em seus estudos nos últimos dez anos, por exemplo suas pesquisas apontam que a regeneração natural de novas árvores de umbuzeiro é inexpressiva devido a vários fatores, especialmente o sobrepastejo de caprinos e ovinos. Adicionalmente, são poucas populações naturais protegidas por unidades de conservação o que torna a necessidade de ações de conservação que garantam a variabilidade genética das populações naturais.



04/04/2017

Herbário HVASF

O Herbário Vale do São Francisco (HVASF) foi criado em novembro de 2005 para servir de apoio às atividades de ensino e pesquisa da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF). Tem como objetivo torna-se um dos herbários de referência na caatinga


Herbário HVASF

Guia de Campo

Didático e com linguagem acessível a estudantes, professores ou mesmo àqueles que gostam de ecoturismo, o o Guia de campo de árvores da caatinga traz fotos e informações curiosas sobre a vegetação desse bioma, cujas belezas e extensão são conhecidas por poucos.


Guia de campo

Registro de Frequência

O registro de frequência foi desenvolvido para auxiliar o acompanhamento de atividades realizadas por alunos no Centro de Referência para Recuperação de Áreas Degradadas, registrando com exatidão a permanência durante o estágio para confecção do certificado.


Sistema de Registro de Frequência